Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
27/04/21 às 12h42 - Atualizado em 28/06/22 às 15h24

Auxílio financeiro para mais de 4,5 mil taxistas e motoristas de escolar

AGÊNCIA BRASÍLIA

Mais de 4,5 mil taxistas e motoristas de transporte escolar do Distrito Federal voltam a receber o auxílio emergencial de três parcelas de R$ 600. Foi sancionado, nesta terça-feira (27), o Projeto de Lei nº 1.862/21 do poder Executivo local, que garante o pagamento. O GDF enviou à CLDF um novo texto para ampliar a concessão do benefício aos condutores de transporte turístico.

 

São R$ 1.800 para quem está nas ruas trabalhando, quem não consegue mais pegar os passageiros devido à pandemia. O e a Câmara Legislativa do Distrito Federal estão entregando um auxílio merecido.

 

O secretário de Economia, André Clemente, lembrou que o benefício também aquece o comércio local. “Os recursos que vocês vão receber serão consumidos na mercearia, na farmácia, no açougue e na manutenção do carro. Então, é um bom dia não só para os taxistas e motoristas de transporte escolar, mas para pequenas e grandes empresas que também serão beneficiadas”, ressalta.

 

Presidente do Sindicato dos Taxistas do DF, Sued Souza, reforçou a importância do benefício para os taxistas da capital. “Gostaria de parabenizar o GDF. Esse auxílio vai servir de exemplo para todo o Brasil. Conversamos com os outros sindicatos e nenhum deles conseguiu um benefício tão importante para a categoria como esse. É um auxílio existencial e não só emergencial”, destacou.

 

Nazon Simões, presidente do Sindicato de Transportes Escolares de Brasília (Sintresc-DF), também agradeceu ao governo local pelo auxílio. “Por causa da pandemia da covid-19, os motoristas estão sofrendo, passando necessidades porque não há trabalho. Já é a terceira vez que o GDF nos concede esse benefício”, contabilizou.

 

Benefício

Para receber o provento, os interessados devem estar devidamente inscritos no Cadastro de Permissionários/Concessionários da Secretaria de Estado de Transporte e Mobilidade (Semob), com data anterior a 31 de janeiro de 2020. Também é preciso estar regularmente registrado, na mesma data, no Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) na categoria referente à atuação, além de não estar inscrito na dívida ativa do Distrito Federal.

 

O novo auxílio faz parte do programa implementado pelo GDF em 2020, que beneficiou mais de 3,2 mil motoristas de transporte coletivo escolar e de turismo. Ao todo, o investimento feito pelo governo local foi de aproximadamente R$ 10 milhões.

 

Confira algumas das ações do GDF:

– Retomada de obras paradas há anos, como a do Túnel de Taguatinga e os viadutos do Recanto das Emas e Riacho Fundo;

– Construção e reforma de escolas;

– Entrega de leitos do Hospital Regional de Ceilândia (HRC);

– Construção de dois hospitais em Ceilândia: um acoplado e outro ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA);

– Construção de nove UPAs;

– Instalação de três hospitais acoplados em Samambaia, Planaltina e Paranoá;

– Abertura de todas as delegacias 24 horas;

– Construção de um prédio do Instituto Médico Legal (IML);

– Construção e reforma de delegacias;

– Aumento de efetivo das forças de segurança;

– Pagamento de valor extra para policiais civis.

Governo do Distrito Federal