Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/10/21 às 17h38 - Atualizado em 5/10/21 às 18h22

Contratada execução da segunda etapa das obras na ESPM

Mais uma grande obra está próxima de sair do papel. Em continuidade às ações de implantação do Corredor Exclusivo de Transporte Público Coletivo no Sistema BRT, o denominado Corredor Eixo Oeste, o Governo do Distrito Federal contratou o consórcio G5 ESPM para executar a segunda etapa das obras de reformulação do sistema viário na Estrada Setor Policial Militar (ESPM), referente ao trecho entre a intersecção EPIG/ESPM e o viaduto da W3 sul.

 

O investimento será de R$ 47.972.546,24. Pelo projeto, o consórcio vencedor da licitação deverá executar serviços de pavimentação, drenagem, sinalização, paisagismo, calçadas, ciclovias e execução de bacia de detenção, na via L4.

 

Atualmente, encontram-se em andamento os serviços da primeira etapa de revitalização da via ESPM, que consiste na construção de dois viadutos na altura do Quartel do Corpo de Bombeiros, no Setor Policial Sul, no valor de R$7,6 milhões.

 

“Agora, com mais essa contratação, serão cinco obras em andamento, todas relativas ao corredor Eixo Oeste. São elas: os novos viadutos no Setor Policial, o viaduto da EPIG, o Túnel de Taguatinga e a primeira etapa de revitalização da Avenida Hélio Prates. São mais de R$ 325 milhões investidos em obras que irão revolucionar a mobilidade na cidade”, detalha Luciano Carvalho, secretário de Obras.

 

Supervisão

Para acompanhar de perto cada etapa desta grandiosa obra, está em fase final o processo de contratação de empresa responsável por supervisionar as obras de reformulação do sistema viário na Estrada Setor Policial Militar (ESPM), no trecho entre a intersecção EPIG/ESPM e o viaduto da W3 sul. O investimento é de cerca de R$ 2,3 milhões e visa eficientizar a fiscalização, a segurança e o andamento dos serviços na via.

 

A empresa contratada, entre outras atribuições, deverá realizar contraprovas dos ensaios de controle tecnológico, acompanhar a instrumentação, aprovar projetos, avaliar medições e contribuir com Relatório de Impacto Ambiental.

 

Corredor Eixo Oeste

Com 38,7 quilômetros de extensão, prevê o alargamento de pistas e a construção de faixas exclusivas nas principais vias de ligação do Sol Nascente com o Plano Piloto, como a Hélio Prates, a EPIG e a Estrada Parque Polícia Militar (ESPM), que leva ao Terminal da Asa Sul. O objetivo é reduzir em meia hora o tempo de deslocamento até o Plano Piloto.

 

Fonte: Agência Brasília